Saia da Matrix

images“Você é um escravo. Como todo mundo, você nasceu num cativeiro. Nasceu numa prisão que não consegue sentir ou tocar. Uma prisão para sua mente.”

Morpheus

Para quem não está familiarizado com o trecho acima, trata-se de parte de um discurso promovido pelo personagem Morpheus no filme Matrix. O enredo é futurista e trata de temas que escapam ao senso comum, mas não se engane, essas palavras são inteiramente conexas com a realidade.

A Prisão Para Sua Mente

O que é real? Se fôssemos definir através de uma estratégia de negação, diríamos que é aquilo que não representa uma ilusão. Mas o que seria uma ilusão? Algo que parece ser alguma coisa, mas não é. Por exemplo, se você acredita que um determinado resultado é uma fonte de felicidade e, quando chega lá, percebe que não é, você foi enganado por uma ilusão.

As ilusões são extremamente comuns.  Elas estão presentes em todos os campos da vida e, muitas vezes, não têm sequer a intenção de serem ilusões. Tratam-se de mentiras ditas ou atitudes praticadas tantas vezes que o senso comum passou a encara-las como verdades.

Essas ilusões se tornam prisões que norteiam algumas das decisões mais importantes de nossas vidas de acordo com condutas sociais bem aceitas: o casamento ideal, o “emprego dos sonhos”, crenças sobre sucesso e fracasso, opiniões sobre certos grupos sociais… tudo milimetricamente pensado e moldado (mas não por você).

Quem Você Vê no Espelho?

Não quero dizer que tudo o que você enxerga como certo está errado. Quero na verdade que você encare a questão de frente: o mundo pode não ser exatamente como você o vê. Tudo está ligado à perspectiva e àquilo que você assume como verdade e que pode muito bem ter sido “plantado” em você.

É preciso questionar seus conceitos a todo o momento, ao invés de simplesmente seguir o fluxo. Olhe para o mundo com os olhos de alguém de fora e sempre pense no valor do que você faz e do que busca. Esse pode ser o único caminho para superar limitações e crenças destrutivas.

Fuja dos perigos do senso comum e do apego excessivo às certezas. Eles traçam sua trajetória de vida sem considerar se aquilo vai ou não trazer felicidade ou mesmo sem considerar se você julgaria algo certo ao exercitar seu livre arbítrio. Te convencem que você é incapaz de fazer coisas incríveis. Ridicularizam seus sonhos. Eliminam suas singularidades. Plantam ilusões.

Quando você menos esperar terá aceitado todas as pedras em seu sapato: o emprego seguro (ou não!), mas sem satisfação, o relacionamento amoroso de fachada, A religião sem fé, as amizades por interesse, a vida familiar sem convívio. Você se verá em uma prisão de coisas que não escolheu, perderá sua identidade e quando deixar de ver o sentido em viver assim, será tarde demais.

Sim, Existe Uma Saída

matrix-20140905134710Desafie tudo em que você acredita. Questione cada milímetro de certeza que você guarda. Reveja cada decisão importante que tomou até hoje. Provavelmente será a coisa mais difícil que você fez na vida, mas se fizer bem feito, o processo se tornará natural. Você deixará de olhar para aquilo que parece fazê-lo feliz, e se concentrará no que de fato o completa, o satisfaz. Você deixará de ver as suas verdades e passará a ver as muitas verdades.

Todos somos aprisionados por certezas que não são nossas. Além de nos colocarem em caminhos cheios de promessas, que quase sempre não se cumprem, elas ainda criam preconceitos e pragmatismos que roubam nossa tolerância e boa vontade. Não viva de ilusões. Viva para descobrir quem você é e o que dá propósito à sua existência. Saia da Matrix.

Leave a Reply