A Luta do Empreendedor

startup-1024x576Segundo a pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), patrocinada pelo SEBRAE, o nível de empreendedorismo no Brasil em 2015 foi de 39,3%, o maior em 14 anos e com um acréscimo de 4,8% em relação a 2014. O resultado significa que a cada 10 brasileiros com idade entre 18 e 64 anos, 4 possuem ou estão envolvidos na criação de um negócio.

Em meio a essa situação, é normal que a euforia aumente e cada vez mais pessoas se mostrem atraídas pela ideia de empreender. Se você é um desses indivíduos, ou mesmo se já é um empreendedor e tem enfrentado os desafios dessa escolha profissional, é bom ler este artigo com muita atenção.

Equilibrando a Balança

Todo empreendedor lida, principalmente, com 3 aspectos:

Conhecimentos Técnicos: aquilo que você deve saber de específico sobre seu produto ou serviço. As características, diferenças em relação ao concorrente, funcionalidades, formas de fabricação, cadeia de valor e todas as demais informações essenciais.

Conhecimentos Gerenciais: esse aspecto se refere a tudo o que é necessário para tocar o negócio efetivamente. A forma como os processos são geridos e controlados, as estratégias de mercado, o controle da rotina, as parcerias, os custos e as diretrizes do negócio, isso apenas para citar alguns exemplos.

Competências Essenciais: são as posturas, comportamentos e habilidades que permitem ao empreendedor lidar com o universo de atividades que assume. Resiliência, iniciativa, liderança, autocontrole, autoconfiança e tolerância são alguns dos itens que compõem este tópico.

A grande questão é que cada uma dessas esferas é de grande importância e todas são interdependentes. Na carência de qualquer uma delas, o negócio e, consequentemente, o empreendedor sofrem. Sendo assim, se você quer entrar nesse mundo lembre-se da palavra versatilidade.

Um empreendedor, antes de tudo, é um equilibrista que passa o tempo inteiro tratando de escolhas sobre seu produto, seu negócio, as pessoas envolvidas, além de ser a última instância de solução de problemas de uma organização. Portanto: sim, será preciso disposição.

Empreender é Para Mim?

Para empreender você terá que dar conta de um universo gigantesco de informações e atividades que nem sempre dominará, gerenciar interferências internas e externas, se aperfeiçoar mais a cada dia e se tornar um perito em imprevistos.

Nesse ponto surge a grande pergunta: empreender é para mim? A resposta é muito simples: empreender é para quem:

  • Tem um objetivo
  • Está disposto a se planejar
  • Está disposto a assumir riscos (calculados)
  • Está disposto a aprender um pouco mais a cada dia
  • Está disposto a se adaptar
  • Está disposto a perseverar

Se você não cumpre algum dos requisitos acima, por favor, pare por aqui. Caso contrário, siga em frente!

Não Desista dos Seus Objetivos

Quem disser que empreender é fácil estará mentindo. A luta é grande e é diária. Em certos momentos você terá vontade de desistir, pessoas dirão coisas para lhe desanimar, problemas ocuparão sua mente constantemente, você se lembrará de tudo que abriu mão e às vezes se sentirá sozinho.

Back view of businessman drawing sketch on wall

Por isso, se empreender é realmente seu grande objetivo, não há espaço para dúvidas e nem para ambiguidades. Tome uma decisão, siga em frente e dê tudo de si. Render-se não pode ser uma opção. Se você cair, levante-se, aprenda, melhore e tente novamente. Esse ciclo deve permanecer até funcionar.

Ao longo da caminhada, sempre que tiver dúvidas ou desanimar lembre-se que um empreendimento é uma grande oportunidade de:

  • Adquirir um conjunto único de conhecimentos e habilidades que a maioria das pessoas nem sonha em ter
  • Vivenciar experiências que nenhum MBA do mundo pode lhe dar
  • Expandir sua rede de contatos pessoais e profissionais
  • Tomar decisões que gerem impacto efetivo sobre o negócio
  • Provocar alguma mudança real no mundo
  • Planejar sua vida e sua carreira com a autonomia que nenhuma empresa lhe dá
  • Viver o seu sonho, ao invés de apenas contribuir com o dos outros

Esses, dentre tantos outros, são os aspectos que fazem a luta do empreendedor valer a pena. Portanto, identifique seus objetivos e não deixe que nada lhe faça desistir deles! Em frente, espartanos e espartanas!

Ah, e só mais uma coisa, você já conhece o nosso programa de Coaching para Empreendedores? Pois é, esse artigo falou um pouco sobre alguns dos aspectos que são abordados nele. Clique no link e agende uma sessão gratuita!

Leave a Reply