Princípios de Marketing Pessoal: Qual o Seu Diferencial?

TrainTheBrave2O que você tem de especial? É bom ter uma resposta. Assim como empresas precisam criar produtos que gerem maior valor agregado que seus concorrentes, um profissional que quer destaque no mercado precisa apresentar mais do que apenas características ordinárias: todos querem saber o que há de diferente.

Como Porter Diria…

Segundo as ideias de Michael Porter, um dos maiores estudiosos de estratégias de negócios da história, a vantagem competitiva se relaciona com a ideia de conseguir atributos que nos permitam melhores condições de competição em relação a nossos concorrentes.

Basicamente, os caminhos de obtenção dos resultados e/ou as características do produto entregue, vão fazer com que ele tenha um certo posicionamento no mercado. Isso ocorrerá em função daquilo que o cliente enxergar quando olhar para ele. Daí vem a questão: o que você tem mostrado aos seus clientes?

A Diferença Que Faz a Diferença

Para uma apresentação pessoal de qualidade você precisa de um diferencial. Talvez você tenha mais de uma característica que lhe confira destaque, mas terá poucos segundos para captar a atenção das pessoas e provocar interesse. Sendo assim, lance holofotes sobre aquilo que possui de melhor.

Em uma entrevista de emprego, proposta de parceria ou apresentação de negócios, por exemplo, quando precisar falar de si mesmo, você deve se promover com aquilo que julga mais importante. Quando as pessoas estiverem interessadas, aí sim terá a chance de apresentar o quadro completo.

Pense no produto que você mais gosta e nas estratégias que divulgação sobre ele. Estou certo de que há diversas qualidades, mas a empresa que o comercializa foca em uma ou duas. Isso acontece porque o desafio é chamar a atenção das pessoas em um curto intervalo de tempo e instiga-las a conhecer o produto mais a fundo. Se o cliente morde a isca, negócio feito!

Um Princípio Global

1411334799_shutterstock_203354914A ideia de destacar o que há de melhor deve reger tudo o que você fizer com a intenção de chamar a atenção: capriche no resumo do seu currículo, comece apresentações com o que provoca maior impacto, foque em suas principais qualificações durante entrevistas e negociações.

Jamais bombardeie seu ouvinte com excesso de informações. Na ânsia de mostrar tudo, pode ser que a pessoa se confunda e não enxergue nada, causando o efeito inverso ao almejado.

Em um mar de mesmice, com tantas áreas de atuação saturadas e com um mercado de dura competição, ganha quem for capaz de brilhar na multidão. É preciso que você represente um lampejo de diferenciação, que expresse ao menos um ponto forte que se sobreponha a toda a concorrência.

Leave a Reply