Simulação de Cenários: Phelps e a Guerra dos Imprevistos

Michael-Phelps-Maior-atleta-olímpico-da-história-agora-serve-a-Jesus-Portal-Ajduks-Noticias-Esporte-2Um dos aspectos mais interessantes das olimpíadas é observar as estratégias singulares que os atletas utilizam para aumentarem o desempenho. Vemos de tudo: dancinhas, músicas, reclusão e por aí vai.

Naturalmente, as pessoas prestam mais atenção nas manias dos esportistas de maior performance, como é o caso de Michael Phelps. O nadador, que possui uma extensa coleção de medalhas e recordes, certa vez foi questionado sobre sua preparação e, além do treino físico, ele destacou uma poderosa estratégia mental: simulação de cenários.

Nem Tudo É Controle

A ideia, basicamente, é que Phelps desenvolve rotas de ação para cada imprevisto que possa surgir. Ele tem uma ideia sobre o que fazer caso sua touca comece a sair, sinta dor no braço esquerdo ou câimbras na perna direita. Seu foco fica inteiramente em se preparar para o inesperado.

O estado pensativo que ele assume antes de entrar na água é uma análise profunda dos obstáculos que pode ter pela frente. Se nada de errado acontecer, ótimo, é só fazer como o planejamento inicial. Caso contrário, ele terá preparadas de antemão uma série de ferramentas definidas cuidadosamente. Uma espécie de “improviso ensaiado”.

O resultado é um atleta pronto para tudo. Além de suas habilidades únicas dentro da piscina, ele dificilmente se surpreende. Trata-se da aplicação de duas concepções simples, mas imbatíveis: aceitação de que nem sempre haverá garantias sobre as condições ao longo da prova e a consciência de que alguma reação é necessária.

Responda à Altura

Michael-Phelps-2A simulação de cenários é uma linguagem de resposta aos problemas. Primeiro você entende que imprevistos são naturais, em seguida assume a responsabilidade por enfrenta-los. Todos queremos que dê tudo certo, mas o mundo não é a folha de papel onde você desenhou seus planos.

Aprenda com um dos maiores esportistas de todos os tempos: nem sempre os óculos ficarão no lugar, o fôlego será suficiente ou o cansaço dará trégua, mas com certeza haverá um caminho para a medalha de ouro, uma saída. Ao invés de perder tempo temendo o futuro, encontre soluções antes que elas sejam necessárias.

Fonte: Site da Exame

Leave a Reply