Caçadores de Emoção: Qual o Seu Ponto de Ruptura?

cb5f8ea324a85b9d87949847957e4b0b-e1448574277307O trabalho de Coaching é muito amplo. Existem inúmeras ferramentas, objetivos e abordagens, de forma que os caminhos apresentados ficam evidentes em campos e em situações que, em tese, têm pouco a ver com o processo.

Isso é especialmente visível nos filmes. É fácil enxergar as lições ocultas de certas histórias e seu poder de mudar percepções e visões de mundo. Pensando nisso, hoje peço licença para falar sobre uma das produções que mais marcou minha vida: Caçadores de Emoção (1991).

O Eterno Verão

O enredo é, no mínimo, peculiar: um jovem e brilhante agente do FBI se infiltra em um grupo de surfistas com o intuito de capturar criminosos que, em tese, roubam bancos para financiarem viagens de surfe o ano inteiro. Jonnhy Utah é seu nome e trata-se de um sujeito do tipo “não quebre as regras”.

point-break-interno-03Do outro lado temos Bodhi, um surfista experiente que lidera o grupo no qual Utah se infiltra. Rebelde e despreocupado, possui uma filosofia mística sobre o sentido da vida e da própria prática esportiva, criando uma espécie de culto em torno de si.

A fagulha que torna a história alucinante é previsível: Utah simpatiza com o grupo em que se infiltra e encontra no surfe e na adrenalina muito mais do que simples meios para prender criminosos. Ele vai fundo em si mesmo e descobre que há muito mais no mundo do que seus manuais de instruções.

Bodhi e o Espírito do Coaching

point-600x400Mesmo que ainda não saiba, Utah busca algo mais. Com boa formação, um emprego importante e ainda bem jovem, tem a vida que muita gente deseja. O único problema é que por trás de sua superfície fria e de suas ambições, há uma natureza selvagem desesperada por liberdade.

Bodhi, um mestre da empatia, canaliza e orienta tudo aquilo o que está represado. Por meio de questionamentos e desafios, ele faz com que o agente do FBI enxergue mais do que suas convicções, certezas e limitações. Ele mostra a Jonnhy como expandir seu mundo, como chegar a um ponto do qual não pode voltar.

De forma eletrizante e pouco convencional vemos uma transformação genuína acontecer. Entre o surfe, a relação com Bodhi e o universo caótico em que se infiltra, Utah se transforma. Já não basta a ele pensar em quem levará para a cadeia, passa a ser preciso entender o que carregará para a vida.

Encontre o Seu Ponto de Ruptura

film.org.pl_point-break-poster-wyrozNão sei qual a sua situação atual e nem suas expectativas sobre o futuro. Não sei se está no caminho certo e nem se sabe onde quer chegar. O que sei, é que você não tem tempo para ensaiar. A vida é uma só e cada momento perdido não é recuperado.

Assim como Utah, você precisa encontrar o seu ponto de ruptura. Force seus limites, questione suas crenças e descubra quem você é. Abandone o que você acha que os outros esperam de você e viva segundo o seu próprio código, sua verdadeira natureza.

Não sabe qual a direção? Comece questionando sua realidade e todas as verdades que imperam nela. Assuma que nem tudo o que lhe disseram é verdade. O seu mundo faz sentido para você? No que você realmente acredita e o que você decidiu seguir cegamente? Independentemente do que você deveria sentir, o que você sente de verdade?

Mudar dói, tanto quanto assumir riscos. Romper com si mesmo é uma das coisas mais duras que se pode fazer, mas nem de perto se compara a uma existência inteira vazia de significado.

Leave a Reply